SIKH DHARMA BHAIBANDI - BRASIL

SIKH DHARMA BHAIBANDI - BRASIL

jueves, 13 de noviembre de 2008




Download Fuentes Gurmukhi
NOVEMBRO,13 de 2008,Quinta-feira,4.30 A.M
! WaheGuru Ji Ka Khalsa, WaheGuru Ji Ki Fateh!

AQUI : Audio Hukamnana



vaddeha(n)s mehalaa 3 man maeriaa thoo sadhaa sach samaal jeeo aapanai ghar thoo sukh vasehi pohi n sakai jamakaal jeeo kaal jaal jam johi n saakai saachai sabadh liv laaeae sadhaa sach rathaa man niramal aavan jaan rehaaeae dhoojai bhaae bharam viguthee manamukh mohee jamakaal kehai naanak sun man maerae thoo sadhaa sach samaal 1 man maeriaa a(n)thar thaerai nidhhaan hai baahar vasath n bhaal jo bhaavai so bhu(n)ch thoo guramukh nadhar nihaal guramukh nadhar nihaal man maerae a(n)thar har naam sakhaaee manamukh a(n)dhhulae giaan vihoonae dhoojai bhaae khuaaee bin naavai ko shhoottai naahee sabh baadhhee jamakaal naanak a(n)thar thaerai nidhhaan hai thoo baahar vasath n bhaal 2 man maeriaa janam padhaarathh paae kai eik sach lagae vaapaaraa sathigur saevan aapanaa a(n)thar sabadh apaaraa a(n)thar sabadh apaaraa har naam piaaraa naamae no nidhh paaee manamukh maaeiaa moh viaapae dhookh sa(n)thaapae dhoojaipath gavaaee houmai maar sach sabadh samaanae sach rathae adhhikaaee naanak maanas janam dhula(n)bh hai sathigur boojh bujhaaee 3 man maerae sathigur saevan aapanaa sae jan vaddabhaagee raam jo man maarehi aapanaa sae purakh bairaagee raam sae jan bairaagee sach liv laagee aapanaa aap pashhaaniaa math nihachal ath goorree guramukh sehajae naam vakhaaniaa eik kaaman hithakaaree maaeiaa mohi piaaree manamukh soe rehae abhaagae naanak sehajae saevehi gur apanaa sae poorae vaddabhaagae 43


WADAHANS, TERCEIRO MEHL:

O minha mente, contemple o Verdadeiro Deus sempre. More em paz na casa de seu próprio ser, e o Mensageiro de Morte não poderá o tocar. O laço do Mensageiro de Morte não poderá o tocar, quando você abraça amor pela Verdadeira Palavra do Shabad. Sempre saturado com o Verdadeiro Deus, a mente fica imaculada, e são terminados suas vindas e andamentos. O amor de dualidade e dúvida arruinou o manmukh ego-legado que é atraído fora pelo Mensageiro de Morte. Diz Nanak, escute, O minha mente: contemple o Verdadeiro Deus sempre. 1 O minha mente, o tesouro está fundo dentro de você; não procure isto no lado de fora. Só coma que que está agradando ao Deus; como Gurmukh, receba a bênção do Relance dele de Grace. Como Gurmukh, receba a bênção do Relance dele de Grace, O minha mente; o Nome do Deus, sua ajuda e apóia, está fundo dentro de você. O manmukhs ego-legado são cegos e destituídos de sabedoria; eles são arruinados pelo amor de dualidade. Sem o Nome, é emancipado ninguém. Tudo são encadernados pelo Mensageiro de Morte. O Nanak, o tesouro está fundo dentro de você; não procure isto no lado de fora. 2 O minha mente, obtendo a bênção deste nascimento humano, alguns estão comprometidos no comércio de Verdade. Eles servem o Verdadeiro Guru deles, e a Palavra Infinita do Shabad ressoa profundamente dentro. Profundamente dentro é o Shabad Infinito, e o Naam Amado, o Nome do Deus,; pelo Naam, são obtidos os nove tesouros. O manmukhs ego-legado são passados a limpo em anexo emocional a Maya; eles sofrem em dor, e por dualidade, eles perdem a honra deles. Mas esses que conquistam o ego deless, e funde no Verdadeiro Shabad, é totalmente saturado com Verdade. O Nanak, é tão difícil de obter esta vida humana; o Verdadeiro Guru dá esta compreensão. 3 O minha mente, esses que servem o Verdadeiro Guru deles são os seres mais afortunados. Esses que conquistam as mentes deles são os seres de renúncia e separação. Eles são os seres de renúncia e separação—eles são focalizados amorosamente no Verdadeiro; eles percebem e se entendem. O intelecto deles é fixo, fundo e profundo; como Gurmukh, eles cantam o Naam, o Nome do Deus, naturalmente. Alguns são os amantes de mulheres jovens bonitas; gamação com Maya é muito querida a eles. O manmukhs ego-legado infeliz permanecem adormecidos. O Nanak, esses que intuitivamente servem o Guru deles têm destino perfeito. 4 3

Quinta-feira, 30º Katak (Samvat 540 Nanakshahi) (Página: 569)