SIKH DHARMA BHAIBANDI - BRASIL

SIKH DHARMA BHAIBANDI - BRASIL

domingo, 12 de octubre de 2008

Descargar Fuentes Gurmukhi
WaheGuru Ji Ka Khalsa, WaheGuru Ji Ki Fateh!
Octobro 12, 2008,Domingo,4:30 AM.
AQUI :
Audio Hukamnana Katha del Hukamnama em espanhol
soohee mehalaa 5 har charan kamal kee ttaek sathigur dhithee thus kai bal raam jeeo har a(n)mrith bharae bha(n)ddaar sabh kishh hai ghar this kai bal raam jeeo baabul maeraa vadd samarathhaa karan kaaran prabh haaraa jis simarath dhukh koee n laagai bhoujal paar outhaaraa aadh jugaadh bhagathan kaa raakhaa ousathath kar kar jeevaa naanak naam mehaa ras meet(h)aa anadhin man than peevaa 1har aapae leae milaae kio vaeshhorraa thheevee bal raam jeeo jis no thaeree ttaek so sadhaa sadh jeevee bal raam jeeo thaeree ttaek thujhai thae paaee saachae sirajanehaaraa jis thae khaalee koee naahee aisaa prabhoo hamaaraa sa(n)th janaa mil ma(n)gal gaaeiaa dhin rain aas thumhaaree safal dharas bhaettiaa gur pooraa naanak sadh balihaaree 2sa(n)mhaliaa sach thhaan maan mehath sach paaeiaa bal raam jeeo sathigur miliaa dhaeiaal gun abinaasee gaaeiaa bal raam jeeo gun govi(n)dh gaao nith nith praan preetham suaameeaa subh dhivas aaeae gehi ka(n)t(h) laaeae milae a(n)tharajaameeaa sath sa(n)thokh vajehi vaajae anehadhaa jhunakaarae sun bhai binaasae sagal naanak prabh purakh karanaihaarae 3oupajiaa thath giaan saahurai paeeeai eik har bal raam jeeo brehamai breham miliaa koe n saakai bhi(n)n kar bal raam jeeo bisam paekhai bisam suneeai bisamaadh nadharee aaeiaa jal thhal meheeal pooran suaamee ghatt ghatt rehiaa samaaeiaa jis thae oupajiaa this maahi samaaeiaa keemath kehan n jaaeae jis kae chalath n jaahee lakhanae naanak thisehi dhhiaaeae 42
SOOHEE, QUINTO MEHL:
O Verdadeiro Guru estava satisfeito comigo, e me abençoou com o Apoio dos Pés de Loto do Deus. Eu sou um sacrifício ao Deus. O Néctar de Ambrosial do Deus é um tesouro transbordante; tudo está na Casa dele. Eu sou um sacrifício ao Deus. Meu Pai é absolutamente todos-poderoso. Deus é o Fazedor, a Causa de causas. Se lembrando de Ele em meditação, dor não me toca; assim eu atravesso o mundo-oceano terrificando. No princípio, e ao longo das idades, Ele é o Protetor dos devotos dele. O elogiando continuamente, eu vivo. O Nanak, o Naam, o Nome do Deus, é a mais doce e mais sublime essência. Noite e dia, eu bebo isto dentro com minha mente e corpo. 1 o Deus me une com Ele; como eu poderia sentir qualquer separação? Eu sou um sacrifício ao Deus. Um que tem Seu Apoio sempre e já vive. Eu sou um sacrifício ao Deus. Eu levo meu apoio de Você só, O Verdadeiro Criador Deus. Ninguém falta este Apoio; tal é meu Deus. Reunindo os Santos humildes, eu canto as canções de alegria; dia e noite, eu coloco minhas esperanças em Você. Eu obtive a Visão Santificada, o Darshan do Guru Perfeito. Nanak sempre é um sacrifício. 2 contemplando, enfatizando a verdadeira casa do Deus, eu recebo honra, grandeza e verdade. Eu sou um sacrifício ao Deus. Conhecendo o Verdadeiro Guru Misericordioso, eu canto os Elogios do Deus Imperecível. Eu sou um sacrifício ao Deus. Cante os Elogios Gloriosos do Deus do Universo, continuamente, continuamente; Ele é o Mestre Amado da respiração de vida. Tempos bons vieram; o Interno-Conhocedor, o Pesquisador de corações, me conheceu, e me abraçou íntimo no Abraço dele. Os instrumentos musicais de verdade e satisfação vibram, e a melodia de unstruck da corrente sã ressoa. Ouvindo isto, todos meus medos foram dispersados; O Nanak, Deus é o Ser Primitivo, o Criador Deus. 3 a essência de sabedoria espiritual tem welled para cima; neste mundo, e o próximo, o Um Deus está penetrando. Eu sou um sacrifício ao Deus. Quando Deus conhecer o Deus dentro do ego, ninguém pode os separar. Eu sou um sacrifício ao Deus. Eu contemplo no Deus Maravilhoso, e escuta o Deus Maravilhoso; o Deus Maravilhoso entrou em minha visão. O Deus Perfeito e o Mestre está penetrando a água, a terra e o céu, em cada e todo coração. Eu fundi novamente no Um de quem eu originei. O valor disto não pode ser descrito. Nanak medita em Ele. 4 2
Domingo, 28º Assu (Samvat 540 Nanakshahi) (Página: 777)